Uma breve noite em Posadas

Chegamos em Posadas no fim da tarde. Fomos recebidos por um por do sol de tirar o fôlego, que deve ter sido um dos mais lindos que já vi na vida. Paramos o carro na “beira-mar” (beira-rio, na verdade) e ficamos ali apenas aproveitando o momento. Quando começou a escurecer fomos procurar o camping em que passaríamos a noite. Eu ja tinha pesquisado dois campings nessa cidade, mas quando procuramos por eles descobrimos que eles não existiam!

900x600

Já estava ficando tarde, estávamos cansados e precisávamos comer, então decidimos procurar por um hostel. Pedimos informações para as pessoas na rua, para um policial, e ninguém sabia nos dizer onde poderíamos dormir! Até que encontramos dois senhores jogando conversa fora na calçada e eles nos disseram que muitos viajantes que passam por ali costumam estacionar o carro na Costanera (beira-mar) e passar a noite no carro mesmo.

Bom, nós já nao tínhamos muitas opções. Dormir no carro não era um problema para nós, o grande problema é que precisávamos muito de um banho! Depois de passar um dia todo dentro de um carro, em um calor de uns 35 graus, a coisa que eu mais queria era um bom chuveiro.

900x600_1

Enquanto dirigíamos pela Costanera, encontramos uma grande praça ao lado da praia onde havia alguns banheiros. Não tinha chuveiros, então teríamos que tomar um pseudo-banho na pia mesmo. E assim foi. Saindo de la, o David avistou de longe algumas duchas na praia, que o pessoal usa para tirar areia. Não pensamos duas vezes. Colocamos nossas roupas de banho e lá tomamos um dos melhores banhos das nossas vidas!

Em Posadas, durante a noite, faz um calor tão insuportável quanto durante o dia. Por isso um banho gelado veio bem a calhar. Para se ter noção do calor, por volta das 23h as pessoas estavam indo para a praia, esticar suas cangas e algumas até entrar na água, tudo para aproveitar essa bela noite de verão.

De banho tomado, pudemos ir procurar um lugar para tomar uma cerveja e comer. Encontramos um restaurante em frente a Costanera. Não sei se era a fome, se era o cansaço da viagem, mas nesse lugar eu comi a melhor pizza da minha vida! Agora sim poderíamos dormir. Estacionamos o carro perto de um módulo policial, na Costanera, e ali teriamos uma tranquila noite de sono…..OU NÃO!

Estava difícil pegar no sono porque o calor que fazia era muito grande. Varias vezes acordamos porque não dava nem para respirar direito de tanto calor. Quando finalmente conseguimos dormir, um carro estacionou a poucos metros de nós e ali o pessoal começou a beber e ouvir musica alta. A Costanera de Posadas é uma avenida bem longa, e eles tinham que ficar justamente ali, do nosso lado, onde estávamos tentando dormir um pouco?

Foram poucas horas de sono, mas foram longas horas.   Até que, às 4 da manhã, decidimos pegar a estrada logo e seguir nosso caminho até Rosário, já que não conseguiríamos dormir ali de qualquer maneira. E assim deixamos para trás Posadas, que é uma cidade lindíssima, com a promessa de que um dia voltaríamos para aproveita-la melhor.

 

26 anos, aquariana, instrutora de yoga e reikiana. Nasci em Curitiba, mas sou do mundo. Amo os animais, cristais e natureza. Gosto de pintar mandalas e criar artes com papéis. Sou super otimista e acredito que a felicidade é para todos!

Leia também:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *