Encontrando um lugar para chamar de casa

Desde que chegamos na Austrália, a dois meses e meio atrás, nossa vida tem estado em constante mudança. Ainda no Brasil, nós reservamos um lugar para ficar no primeiro mês até ter tempo de achar uma casa. Bem, nós achamos, mas  acabou sendo um lugar temporário também e agora estamos tendo que nos mudar de novo.

Blue Water Bay, nossa primeira casa
Ainda no Brasil nós fizemos a reserva para passar o primeiro mês vivendo no Blue Water Bay, que é um resort parceiro da nossa escola. 45% das pessoas que vem estudar na Shafston  ficam hospedadas nesse lugar, 45% ficam em uma homestay (casa de família) e os outros 10% ficam em outros lugares. Essa residência estudantil, que é como as agências chamam, costuma ser bem mais cara que os outros lugares. No Blue Water Bay nós pagamos AUD$370 por semana. Nos foi dito que teríamos um apartamento privado só pra gente, mas quando chegamos lá fomos surpresos por mais 2 pessoas morando no mesmo apartamento! Para se ter uma noção de valores, com 370 dólares por semana é possível alugar um loft ou um apartamento pequeno no centro da cidade, ou uma casa inteira nos bairros mais afastados.

Bom, o Blue Water Bay foi uma decepção atrás da outra para nós. Nos primeiros dias eu chorei muito porque esse foi o nosso primeiro contato na Austrália e eu não conseguia me sentir em casa. O apartamento era sujo e tinha baratas. Os móveis eram velhos e alguns estavam quebrados, como o sofá e as cadeiras. Além disso, não tínhamos internet. Pra ajudar, a minha bicicleta foi roubada dentro da garagem do prédio, que não tinha segurança nenhuma e o portão estava sempre aberto. O dono desse resort é uma pessoa nada amigável e não fez questão nenhuma de nos ajudar quando pedimos as filmagens das câmeras de segurança. Quando finalmente  saímos do Blue Water Bay foi uma alegria e também um alívio.

coracao-viajante-australia-acomodacao-casa-blue-water-bay

Procurando uma casa nova pra chamar de “nossa”
Procurar uma casa pra morar foi e esta sendo uma coisa realmente estressante de se fazer. Temos que achar o lugar perfeito, com boa localização, com gente legal pra morar junto, com quarto e banheiro próprio e dentro do valor que queremos pagar. A média para um casal aqui é de AUD$250 por semana com as contas inclusas. Uma das coisas que fazemos questão de ter em nossa casa aqui é vista para o mar. A grande maioria dos lugares aqui tem vista pro mar e o valor de uma casa com ou sem vista é o mesmo. Então por que não? Juntando tudo isso a estar em um bairro bom para nós  torna difícil a busca pelo lugar perfeito. Mas nós encontramos!

O apartamento em Broadbeach, a nossa segunda casa
Faltando 5 dias para termos que sair do Blue Water Bay e com o desespero de ainda não ter achado um lugar novo, encontramos a casa perfeita. Tudo que sonhávamos em uma casa encontramos aqui. Quarto com guarda-roupa grande, banheiro próprio, casa limpa e bonita, e o que fez nos apaixonarmos pelo lugar: Sala com uma grande varanda com vista pro mar. Estamos literalmente na frente da praia e em um dos bairros que mais gostamos aqui, que é Broadbeach. Aqui dividimos a casa com uma francesa, a Manon, que é super gente boa, querida e ainda por cima trabalha em uma Patisserie e sempre traz macarons e tortas deliciosas pra dividir com a gente. Poderia ser melhor? A casa também tem um jardim enorme onde eu dou aulas de yoga na frente do mar. Tudo estaria perfeito se esse lugar não fosse temporário. A Manon, depois de 6 anos na Austrália, esta se mudando para o Japão e o dono da casa não quer renovar o contrato de aluguel. Isso significa que agora começamos novamente a busca por uma casa nova.

coracao-viajante-australia-acomodacao-casa-broadbeach

A dificuldade de encontrar um lugar para morar
Muitos lugares aqui, por algum motivo, não aceitam casais. Eles tem um quarto de casal, com uma cama de casal, mas alugam apenas para uma pessoa. Muitos apartamentos aqui alugam apenas para holiday, ou seja, feriados, finais de semana ou férias. Nós procuramos o que eles chamam de “long term”, que é um contrato de 6 meses ou 1 ano. Já batemos de porta em porta nos prédios procurando apartamento e já reviramos os sites como Gumtree, Flatmates eEasyroommate. Nós temos 10 dias para achar uma casa nova e até agora nada. A pior parte dessa busca é o tempo que a gente perde procurando. Horas na internet vendo anúncios quando poderíamos estar estudando, procurando emprego, cuidando do blog ou indo pra praia. Ou quando perdemos um tempo precioso indo até o apartamento para chegar lá e não gostar do lugar.

Mesmo com todas as dificuldade, continuamos esperançosos na busca pela nossa próxima casa e temos certeza que algo bom virá até nós. Assim que encontrarmos voltamos para contar para vocês :)

26 anos, aquariana, instrutora de yoga e reikiana. Nasci em Curitiba, mas sou do mundo. Amo os animais, cristais e natureza. Gosto de pintar mandalas e criar artes com papéis. Sou super otimista e acredito que a felicidade é para todos!

Leia também:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *