Como um guarda-roupa de cápsula pode te fazer mais feliz

Antes de mais nada, quero dizer que esse não é um post sobre moda. Quero contar para vocês a minha experiência criando um guarda-roupa de cápsula e como isso pode interferir no seu bem estar. O post vai ser um pouquinho longo, mas eu prometo que vai valer a pena e ainda vai te inspirar a fazer uma mudança também!

Mas antes de mais nada, vamos nos situar: o que é um guarda-roupa de cápsula?
Esse conceito foi criado na década de 70 (não, isso não é uma coisa nova) pela estilista Susie Faux, mas se tornou bastante popular no ano passado quando a blogueira americana Caroline do Un-Fancy escreveu um post explicando como criar esse tipo de guarda-roupa.

guarda-roupa-de-capsula2-karen-pok

Basicamente, um guarda-roupa de cápsula é um guarda-roupa com poucas peças, mas que são de qualidade, combinam entre si e você AMA usar. Quantas vezes você comprou roupas novas que ficaram paradas no seu guarda-roupa porque sempre que você vai sair escolhe usar suas roupas preferidas? Ou quantas vezes você gastou dinheiro em roupas mais baratas, mas que não duraram 5 lavagens? Ou aquela blusinha linda que você ama, mas não combina com nenhuma outra peça que você tem?

Se você perde horas escolhendo o que vestir, tendo a impressão de que não tem nada para usar mesmo com um guarda-roupa lotado, você sabe do que eu estou falando.

Ta, mas o que isso tem a ver com o meu bem estar?

Energia

Apenas para começar, segundo o feng shui não faz bem manter objetos estagnados com você. Acumular coisas que não estão sendo usadas faz com que a energia não flua. Isso vale para qualquer coisa, mas como estamos falando de guarda-roupa, liberte-se das suas roupas que não são tão usadas e que poderiam estar sendo úteis para outras pessoas. Movimente a energia.

Tempo

Já parou para pensar em quanto tempo você passa escolhendo o que vestir e em quanto tempo você perde comprando roupas que não precisa? A princípio pode até parecer que não é muito, mas tempo é a coisa mais preciosa que temos na vida e você poderia estar economizando o seu e gastando com o que realmente importa: estar com quem você ama ou planejando a viagem dos seus sonhos.

Cromoterapia

Se você já ouviu falar em cromoterapia, sabe que as cores afetam as nossas emoções e a maneira como vemos o mundo. Isso é válido desde a cor da parede do seu quarto até, adivinhe só, a cor das roupas que você usa. Usar uma roupa amarela em um dia chuvoso por exemplo pode fazer você sentir-se sutilmente mais aberto e feliz. E tem mais: você já parou para pensar se as roupas que você usa descrevem quem você é?

Uma coisa que notei quando comecei a refazer o meu guarda-roupa foi que eu tenho muitas roupas de cores neutras, principalmente pretas. Algumas delas são as minhas peças preferidas por serem de qualidade e vestirem super bem, mas a verdade é que eu sou uma pessoa que gosta de cores em tudo e percebi que essas roupas não passavam a minha personalidade alegre e otimista.

Felicidade nas pequenas coisas

Vou contar uma história pra vocês. Há alguns meses atrás eu estava precisando de uma calça nova pra yoga. Eu estava meio sem grana e fui em uma loja que vendia umas roupas bem baratinhas e comprei a tal da calça (de cor neutra por sinal). No primeiro dia que usei a calça comecei a notar que ela já estava fazendo bolinhas. NO PRIMEIRO DIA! A minha decepção foi enorme por ter gasto dinheiro em uma peça com qualidade zero. Mas como ela era nova, eu insisti. Tirei as bolinhas com uma gillete, mas a pobre coitada não durou uma lavagem. Lá estava ela cheia de bolinhas de novo e dessa vez com um furinho. Eu fiquei muito triste e toda vez que eu via a calça no meu armário, ficava triste de novo, reclamava e perdia um bocado de energia. E ainda me recusava a jogar fora porque era nova. Até o dia que resolvi me livrar dela e desde então nunca mais tive que encará-la e ficar triste de novo :D

Um tempo depois eu achei a legging perfeita, linda e com um tecido gostoso, confortável, poderia usar ela todos os dias se pudesse de tanto que gosto dela. Essa é uma peça que me faz feliz. E é disso que estamos falando aqui, usar roupas que te fazem feliz. É essa felicidade nas pequenas coisas que vai aumentar o seu bem estar todos os dias.

frase-caroline-unfancy

Se você chegou até aqui e curtiu o conceito do guarda-roupa de cápsula, vou te mostrar o passo-a-passo de como fazer o seu. Mas antes disso, quero que você pense nessas duas dicas abaixo que vão te ajudar a ter uma ideia mais clara do que você esta buscando:

  1. Pense no seu estilo de vida e nas atividades do seu dia-a-dia
    No meu caso eu coloquei as atividades yoga e bike. Eu estou sempre dando aula ou praticando em casa e quando tenho que ir para algum lugar geralmente vou andando ou de bike. Portanto, eu preciso de roupas leves e confortáveis. Calça jeans por exemplo é uma peça que eu raramente uso.
  2. Crie um esquema de cores
    Pensar se você gosta de cores mais neutras ou mais vibrantes é um bom começo. Como eu, que percebi que tenho roupas lindas em tons neutros, mas gostaria de usar cores mais alegres. Esse pode ser um bom ponto de partida. Então pense se as cores combinam entre si, assim você terá mais looks com menos peças.

guarda-roupa-de-capsula3-karen-pok

As 4 etapas do guarda-roupa de cápsula

  1. O Un-Fancy aconselha que você reduza o seu guarda-roupa a 37 peças. Esse número pode variar um pouco de pessoa pra pessoa, mas não ultrapasse muito disso. Aqui estão inclusas: partes de cima, partes de baixo, vestidos, casacos e calçados. Não estão inclusos: acessórios, roupas de banho, bolsas, pijama, roupa íntima e aquela roupa que você usa pra limpar a casa.
  2. Use apenas essas roupas durante 3 meses (ou uma estação). Eu preferi separar em apenas duas: primavera/verão e outono/inverno.
  3. Não compre roupas novas durante todo esse período.
  4. Quando faltar uma ou duas semanas para acabar a estação, comece a planejar a próxima estação e veja quais peças vão ficar, quais vão para doação e quais peças novas você precisa comprar.

guarda-roupa-de-capsula1-karen-pok

Passo a passo para montar o seu guarda-roupa de cápsula

Primeiro passo:
Esvazie todo o seu guarda-roupa, literalmente. coloque tudo em cima da cama para ter uma visão mais clara do que você tem.

Segundo passo:
Separe as suas roupas em 4 pilhas:

  1. Roupas que você ama e poderia vestir agora mesmo! Essas peças voltam para o guarda-roupa
  2. Pilha do talvez: Aqui são roupas que você gosta, mas talvez não sirvam muito bem, ou você não gosta tanto da cor, ou você continua guardando porque pagou caro, ou tem valor sentimental, ou você tenta usar mas nunca combina com outras peças. Coloque essas roupas em uma caixa e guarde na garagem. Se durante a estação você sentir que precisa de alguma delas, você pode pegar de volta. Se no final da estação você não tiver aberto a caixa, é hora de vender ou doar.
  3. Pilha do não: autoexplicativo, roupas que você não gosta. Dê para uma amiga, doe, venda.
  4. Roupas de estação: shortinho no inverno ou casaco de lã no verão. Se são roupas que você realmente AMA, guarde elas em uma caixa para usar na próxima estação.

Terceiro passo:
É hora de contar quantas peças sobraram. Se você tiver menos de 37, planeje cuidadosamente o que esta faltando e o que você realmente precisa de acordo com suas atividades+esquema de cores e vá às compras. Se você tiver mais do que 37, separe mais algumas roupas para a caixa do “talvez”.

A minha experiência

Eu diminui mais da metade do meu guarda-roupa quando vim para a Austrália. Antes de saber que existia guarda-roupa de cápsula, apenas separei instintivamente o que trazer, o que guardar e o que vender e resumi tudo à apenas uma mala. Trouxe muitas roupas que raramente usei e senti falta de outras que deixei na casa dos meus pais. Hoje vejo que se tivesse feito esse exercício naquela época, teria sido bem mais fácil (então fica a dica pra você que ta indo morar fora).

Eu já consegui definir o meu guarda-roupa de cápsula, as peças que vão ficar e as que precisam sair (a maioria, infelizmente) e aos pouquinhos estou procurando as peças da minha lista que eu preciso. Percebi que tenho muitas roupas escuras e essas eu coloquei para venda/troca para abrir espaço para as roupas novas que estão por vir, as coloridas, alegres e estampadas. Estou curtindo bastante o processo porque é um exercício de autoconhecimento da minha personalidade e do que eu gosto/desgosto. Acho que é uma experiência legal e já posso dizer que estou me sentindo mais leve :)

Quem aí já tentou fazer guarda-roupa de cápsula? Você já parou para contar quantas roupas você tem? Quem aceita o desafio de chegar a 37? Me conta nos comentários :)

 

assinatura3

 

 

26 anos, aquariana, instrutora de yoga e reikiana. Nasci em Curitiba, mas sou do mundo. Amo os animais, cristais e natureza. Gosto de pintar mandalas e criar artes com papéis. Sou super otimista e acredito que a felicidade é para todos!

Leia também:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *