Buenos Aires 2º dia: Parque 3 de Febrero e Cemitério da Recoleta

Acordamos cedo e fomos para Palermo. Conhecemos o jardim botânico, o rosedal e o jardim japonês. O jardim botânico é bem bonito e cheio de gatos. Eles estão por toda parte, nós demos um pouco de carinho e eles nos acompanharam pelo resto do passeio.

185460_1456441426659_5046650_n (Large)

O rosedal estava sem nenhuma rosa, o que foi bastante decepcionante. Escolhemos a época errada para ir visitá-lo, infelizmente. O jardim japonês é incrivelmente bonito, e estava cheio de cerejeiras floridas. Todos esses parques, e vários outros, incluindo grandes praças, fazem parte de uma grande área verde no Palermo chamada de parque 3 de Febrero. Assim que chegamos lá uma das primeiras coisas que vimos foram vários cachorros amarrados à árvores. Uma grande praça gramada, com uns 100 cachorros presos. Muitos deles estavam latindo, chorando e tentando fugir. Os donos deixam seus cachorros presos lá, amarrados em qualquer poste, para buscá-los no fim do dia. Ficamos com muita dó deles.

252154_1459339701450_949200_n (Large)

O 3 de Febrero também inclui o planetário Galileo Galilei, mas quando fomos visitá-lo demos de cara com uma placa dizendo que estava fechado para reforma. Então comemos uma hamburguesa de rua e seguimos nosso caminho até o MALBA. O museu é enorme, lindo e possui um acervo bastante completo principalmente em artes plásticas.

Foto_999_143 (Large)

Saímos do museu ainda cedo e resolvemos ir andando até a Recoleta. No meio do caminho percebi que tinha perdido nosso mapa. (Nota do David: terceira coisa que ela perdeu na viagem, depois disso eu não deixei mais ela carregar coisas importantes).

Nosso plano ia por água a baixo, sem um mapa seria impossível ir até a Recoleta. Paramos numa banquinha pra tentar comprar um novo, mas era muito caro e não queríamos gastar tanto dinheiro em um mapa. Quando estavamos saindo da banquinha, o moço gentilmente nos chamou de volta e deu o mapa dele. Seremos eternamente agradecidos por ele ter salvo o resto do nosso passeio.

Então seguimos o nosso caminho até a Floralis Genérica. É uma grande flor, feita de aço e alumínio, que abre suas pétalas no começo do dia e vai fechando a medida que vai anoitecendo. Chegamos no fim da tarde e ficamos fotografando por ali e nada da flor fechar, então fomos para o Cemitério da Recoleta. O cemitério é bonito e muito bem cuidado. É lá que esta o túmulo da Evita Perón. Estávamos um pouco cansados e demos uma voltinha rápida, sem forças pra procurar o túmulo dela. O plano era voltar lá no sábado de manhã com mais tempo para procurar, mas acabamos não indo, infelizmente.

Foto_999_190 (Large)

Foto_999_249 (Large)

Foto_999_246 (Large)

Perto do cemitério esta o Buenos Aires Design. Nada além de um pequeno shopping, com lojas moderninhas, muita coisa legal pra comprar, tudo muito caro. É onde esta também o Hard Rock Café. Fomos lá para conhecer, mas também nada de mais. O ambiente é bem bonito, mas a comida la também é cara, e boatos que não é muito boa.

Então resolvemos voltar andando para o hostel. O caminho não parecia ser assim tão longo, mas chegando no centro não aguentávamos mais de cansaço e dor nas pernas.

Nos dias que estávamos na Argentina estava rolando a Copa América e nesse dia ia ter jogo do Brasil. Nenhum de nós é muito chegado a futebol, mas como toda a cidade estava nesse clima resolvemos sair pra ver o jogo em um bar com o Daniel. O lugar se chama The Templo Bar e estava cheio de brasileiros.

Ficamos lá assistindo o jogo, tomando uma cerveja e comendo batatas rusticas. Logo após acabar o jogo voltamos para o hostel e ficamos lá bebendo a jogando cartas com mais um pessoal que conhecemos. Era gente de todo o lugar do mundo, foi muito divertido.

GIF_01

 

 

GIF_02

 

 

Gasto total do dia para duas pessoas em pesos argentinos (R$1,00 = $2,00 pesos):

Metro: $2,20
Jardim Japonês: $16,00
Almoço hamburguesas: $36,00
Entrada MALBA: $20,00
Coca-cola e alfajor: $10,00
Bar: $110,00
Total: $194,2o

26 anos, aquariana, instrutora de yoga e reikiana. Nasci em Curitiba, mas sou do mundo. Amo os animais, cristais e natureza. Gosto de pintar mandalas e criar artes com papéis. Sou super otimista e acredito que a felicidade é para todos!

Leia também:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *